Moda Tendência: babado


Hello, fashionista! Bom Dia! O post de hoje trago para vocês uma tendência que está em alta no momento que são babado. Foi muito destaque no século XIX pelas mulheres, mas também está presente nos looks masculinos, pois no ano 80 o intuito é exagerar, uma forma de valorizar o que tem de mais bonito.

Essa moda destaca as silhuetas dando mais volume deixa a parte com babado bem em evidencia, por isso opte para o resto do look mais liso para não brigar com os babados. Podendo ser encontrado cropped, manga, vestido, saia, decote, short com babado. Tem look que vai do simples ao fashion, modelos com detalhes discreto e extravagante, combina com todas as ocasiões só saber escolher o look que cai bem com o local que deseja ir no momento.

Sendo um estilo chique, fluido, nem um pouco básico. Uma tendência que voltou com tudo e tem uma nova repaginação, já vinha alguma temporadas fazendo sucesso mais continuar firme e forte sendo tendência esse ano. Considerado um estilo romântico, clássico e moderno repleto de drama e atitude. Na parte de baixo dar impressão que o quadril é mais largo do que o normal e já a parte de cima causa o efeito oposto. Babados são amados por quem quer gerar efeito óptico de volume em determinada parte do corpo e é um tanto quanto rejeitado pela mesma razão.

Esse look combina com todas as estações. Tem de todas as estampas, tecidos, modelos, estilos. Uma dica na hora de escolher os acessório opte por coisas discreta, mas dependendo do modelo da roupa nem ira precisa de colar, uma boa é usar bolsa pequena. Várias camadas de babados ganham mais destaque nos looks e chama bastante atenção. A moda reforça a feminilidade com peça que dar curva delicada e discreta no visual.  Está presente em look pesado para o inverno e leve para os dias quente de verão. Tem estilo que combina para festa e evento mais chique que requer uma mega produção.

 Você usaria essa tendência?

O que achou dessa tendência?


Um beijo, até o próximo post!

 

Moda Tendência: all white

Hello, fashionista! Bom Dia! O post de hoje trago para vocês um tendência que está super em alta no mundo da moda que são all white. Algum tempo atrás as pessoas tinham receios de usar look totalmente branco no dia a dia, pois era mais usado no ano novo, lual, profissional de saúde. Atualmente foram se modificando e criando um nova padronagem que tem estilos para usar no dia a dia. Sendo possível mesclar texturas, tecidos, detalhes com bastante charme e sofisticação.

As cores dessa tendência remete a pureza e limpeza. Junto aos tons terrosos e mais sóbrios, aparece um toque de delicadeza e refugo da pandemia com o lavanda, que traz leveza e serenidade, e dá aquele toque contemporâneo em qualquer produção. O verde em todas as tonalidades mantém-se firme e forte, junto com variações de lilás e rosa.

O look all white vem em conjuntinhos, que são um hit com toda certeza, bem como peças separadas que se complementam em diversos materiais.

Você usaria essa tendência?

O que achou dessa tendência?


Um beijo, até o próximo post! 

Moda Tendência: alfaiataria feminina

Hello, fashionista! Bom Dia! O post de hoje trago para vocês uma tendência que está muito em alta que são roupas alfaiataria, sendo um estilo mais formais, esporte fino e casual. Essa moda é antiga que voltou com tudo e faz muito sucesso, já foi muito falado que a moda feminina e masculina anda muito longe, mas com o tempo foi se modernizando e agora pode ser encontrado roupas unissex. Essa tendência se tornou uma forma de igualar os padrões de gêneros e as mulheres puderem se vestir com estilo masculino.

Se engana muito pessoas acharem que essas peças só dar para ser usada no local de trabalho e em entrevista de emprego por ser formal, mas a tendência alfaiataria combina com todas as ocasiões, mas principalmente com local de trabalho, tem até look para o dia a dia. Sendo utilizado por mulheres estilosas e chique da sociedade que esbanja elegância e sofisticação. A proposta é pega os looks masculinos e transformar para as mulheres, os looks são decente e nem um pouco vulga.

A palavra alfaiataria vem do termo alfaiate, que surgiu por conta do tecido e modelagem que era feita as roupas sociais e ternos. Pode ser usado com salto, escarpam, tênis, sapatilha, mullet. Tem de todas as cores, modelos, estampas. Essa moda cai super bem para aquelas pessoas que estão trabalhando em home e office, pois não é porque está trabalhando em casa que tem que ficar largadona.

A alfaiataria é clássica e está sempre em alta. Nessa estação ela surge com combinações mais ousadas e com tecidos mais despojados. Faz uma combinação com todas as estações do ano, por ter modelagem de todos os estilosos. Hoje em dia essa tendência se mesclou com outros estilos e pode ser visto usando junto, dando para fazer várias combinações de look diferentes.



Você usaria essa tendência?

O que achou dessa tendência?


Um beijo, até o próximo post!

 

 

Qual a diferença entre dieta pobre em carboidrato e baixa caloria? É saudável fazer esse tipo de dieta?


Qual a diferença entre dieta pobre em carboidrato e baixa caloria? É saudável fazer esse tipo de dieta? 

As dietas com baixo teor de carboidratos e calorias costumam enganar aqueles que estão interessados ​​nelas. São dois termos que muitas vezes podem ser confundidos, já que pode parecer que reduzir carboidratos significará necessariamente reduzir calorias e vice-versa, mas na verdade não são sinônimos.

Confira aqui qual a diferença entre dieta pobre em carboidrato e baixa caloria, se é seguro fazer esse tipo de dieta, qual o objetivo, vantagens e desvantagens:

Diferença entre dieta pobre em carboidratos e baixa caloria

A diferença é que em uma dieta hipocalórica é planejada para perder peso diminuindo as calorias, ou seja, cortando certos tipos de alimento de sua dieta e consumindo menos calorias do que precisa diariamente. Portanto, a redução de calorias poderia ser feita sem implicar na eliminação de carboidratos, entre os quais pão, arroz ou macarrão podem fazer parte da dieta.

No caso da dieta pobre em carboidratos, como a dieta Low Carb, o que ocorre é a diminuição do consumo de carboidratos, ou seja, não há necessariamente a diminuição de calorias, mas do macronutriente.

É saudável fazer esse tipo de dieta? Quais as recomendações profissionais?


A escolha desse tipo de dieta não é uma solução a longo prazo, pois as pessoas que seguem esse tipo de dieta por muito tempo, geralmente, não seguem o plano à risca e, portanto, não obtêm os resultados desejados, além de acabar prejudicando a saúde por falta de nutrientes essenciais para organismo, causando o efeito oposto.

Em alguns casos, essa dieta possa ser usada para as pessoas mais sedentárias, pois há necessidade de controlar um determinado grupo de alimentos, uma vez que, sua necessidade calórica é reduzida por falta de atividade. 

Normalmente, esses tipos de dieta são indicados temporariamente, para pessoas que precisam perder peso.

No entanto, o corte completo de carboidratos não é indicado, pois muitos são os pesquisadores e nutricionistas que apoiam o consumo de carboidratos em uma alimentação balanceada, pois são um dos principais pilares para fornecer energia e equilibrar o metabolismo.

Os carboidratos são importantes fontes de fibras (no caso de produtos integrais), compostos fenólicos, carotenóides e trazem benefícios para a nossa saúde além de prevenir doenças como diabetes tipo 2 e obesidade, quando consumidos de forma correta e sem excesso. Os carboidratos em uma dieta balanceada relatam inúmeros benefícios.

Ao optar por fazer dieta alimentar, é aconselhável consultar profissionais nutricionistas para traçar metas e não cair em práticas que podem ser prejudiciais à saúde. Além disso, com atendimento especializado, cada um receberá orientações personalizadas do que é melhor para o seu bem-estar de forma segura, sem correr riscos.

Qual é o propósito de uma dieta pobre em carboidratos?

Algumas dietas com baixo teor de carboidratos têm como objetivo melhorar os níveis de açúcar no sangue. Para pessoas com diabetes tipo 2, essa dieta sob a supervisão de um nutricionista pode ser útil. Uma dieta baixa em carboidratos pode fazer com que as pessoas percam peso se consumirem menos calorias.

A perda de peso tem um efeito positivo sobre a sensibilidade à insulina de diabéticos com excesso de peso, quando a alimentação é equilibrada e com baixo consumo de carboidrato.

Muitas dietas pobres em carboidratos são projetadas para ajudar as pessoas a perder peso. As dietas de perda de peso com baixo teor de carboidratos mais conhecidas são Atkins, Dukan e Low carb.

Depois, há as dietas com baixo teor de carboidratos, baseadas na ideia de que é mais saudável evitar certos produtos com carboidratos. O Paleodieta é um exemplo disso.

Você pode perder peso com uma dieta baixa em carboidratos?



Qualquer tipo de dieta em que menos calorias seja consumida do que a usada para atividades diárias, levará à perda de peso. Isso também se aplica a uma dieta pobre em carboidratos, onde menos calorias são ingeridas do que antes.

Mas se você comer a mesma quantidade de calorias, uma dieta baixa em carboidratos não resultará em mais perda de peso, apenas fornecerá outros benefícios, como o controle de açúcar no sangue, acelerar o metabolismo, etc.

As dietas com baixo teor de carboidratos não causam mais perda de peso a longo prazo do que as dietas com alto teor de carboidratos, tudo se resume ao déficit calórico, ou seja, ingerir menos calorias do que gasta.

Quais são os benefícios de uma dieta pobre em carboidratos?

Uma dieta baixa em carboidratos geralmente é rica em proteínas, o que faz com que aumente a saciedade, pois o corpo demora mais tempo para metabolizar as proteínas e fazer a digestão.

Além disso, a proteína é importante para construir músculos. Comer proteína suficiente durante a perda de peso pode ajudar a manter e ganhar mais massa muscular, em conjunto com a realização de exercícios físicos.

Quais as desvantagens de uma dieta pobre em carboidratos?

Uma dieta pobre em carboidratos aumenta o risco de deficiências em alguns nutrientes, particularmente em certas vitaminas B, fibra alimentar e iodo. Além disso, os efeitos positivos para a saúde de alguns produtos ricos em carboidratos são perdidos. Por exemplo, produtos de grãos inteiros reduzem o risco de doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e câncer intestinal.

Muitas pessoas não aderem a uma dieta pobre em carboidrato e de baixa caloria por muito tempo, porque é muito rígida, unilateral ou impraticável. Além disso, a perda de peso geralmente não é permanente porque um padrão de alimentação saudável não foi aprendido.

O ideal é sempre consultar um profissional de saúde e nutricionista para realizar uma avaliação e indicar o tipo de dieta adequado para o seu metabolismo e necessidades físicas.

O que é o outubro rosa? Entenda a importância deste movimento!

 O Outubro Rosa é uma campanha que visa a prevenção do câncer de mama e surgiu inicialmente nos Estados Unidos. A campanha é sempre realizada no mês de outubro e acontece em vários países ao redor do mundo.



Visto como cada vez mais necessária, o câncer de mama é um dos três tipos de câncer com maior incidência, muito perto do câncer de pulmão. A média é de 2 milhões de caso por ano ao redor do mundo.

E aqui no Brasil os números também são um pouco elevados. Segundo os dados relevados pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima-se que mais de 60.000 casos de câncer de mama são registrados todos os anos no país.

Confira abaixo a história do Outubro Rosa e mais curiosidades sobre essa campanha:

A história do outubro Rosa

A campanha começou no ano de 1990 na cidade de Nova York e naquela edição também aconteceu a primeira corrida pela cura, sendo em prol do tratamento pela cura do câncer.

Porém após anos de entusiasmo, apenas em 1997 que a Campanha deslanchou de vez. A partir daí outras entidades americanas também entraram para o mês e toda a movimentação que envolve, onde logo a população também se motivou e se conscientizou.

Os lacinhos rosas no início apenas eram colocados para decoração nas ruas, porém depois que as ações começaram a se expandir dentro dos Estados Unidos e para outros países, foi aí que o laço rosa virou referência no movimento.

Outubro Rosa também é diversão

Além da Corrida para a cura, outros eventos passaram a chamar atenção juntamente para o Outubro Rosa. Campeonatos de boliche, torneios de golfe e partidas de pôquer também são bastante comuns durante o período de conscientização.

Principalmente para quem mora nos Estados Unidos, é fácil de participar de algum desses eventos. Toda a renda que for arrecada será doada para Instituições de combate ao câncer de mama.



A história do Outubro Rosa no Brasil

Aqui a gente te apresenta quase que uma linha do tempo, desde o primeiro ano até agora e como o movimento do Outubro Rosa é visto no Brasil. Veja:

2002: Esse foi o primeiro ano em que o Outubro Rosa marcou presença em nosso país. A sua campanha aconteceu no Parque Ibirapuera, em São Paulo. Desde então o movimento foi crescendo cada vez mais entres os brasileiros.

Acredita-se que a iniciativa foi criada por um grupo de mulheres de São Paulo que eram simpatizantes da causa do câncer de mama. Uma empresa de cosméticos europeia foi quem financiou a campanha daquele ano.

2008: Um dos principais Institutos de combate ao câncer, situado na cidade de Santos, fez a sua alusão ao Outubro Rosa. Exames a partir daí começaram a ser financiados em todo o estado de São Paulo, promovido pelo Governo Estadual. A ação costuma ocorrer entre os meses de maio e outubro.

2009: A campanha chegou até o Sul do Brasil, mais precisamente a cidade de Florianópolis. Ongs começaram a fazer campanhas dentro da cidade e passaram a incentivar a todos os moradores do estado de Santa Catarina. Ano pós ano palestras e campanhas de conscientização são feitas em toda a Ilha para alertar sobre o tratamento do câncer de mama.

2020: Por fim, 2020 foi um ano atípico para quase todas as pessoas ao redor do mundo. A campanha de conscientização contra o câncer de mama desse ano deve ser através de webinars, eventos com poucas pessoas em volta e conscientizações dentro dos hospitais. É importante continuar a se cuidar e evitar a propagação do Coronavírus.

 

 

Tecnologia do Blogger.
 
Pin It button on image hover