5 Dicas para cuidar de orquídeas

Oi bom dia, meus amores! O post de hoje tem uma novidade, foi convidado para guest post uma blogueira chamada Thais Borges do blog esmaltecos , para fazer um post super legal para vocês amores. Espero que goste, está repleto de informações sobre bem-estar.

5 Dicas para cuidar de orquídeas
As orquídeas são flores que se encaixam perfeitamente em qualquer ambiente. Seja no quintal, em um vaso, sua sala de estar ou escritório ou mesmo em um lugar especialmente dedicado a eles.
Para ajudá-lo nesta tarefa de entender mais sobre essas flores, separamos algumas dicas que garantirão que você possa cuidar das suas orquídeas sem sofrer.

Tipos de orquídeas

Vale ressaltar que existem mais de 50 mil espécies de orquídeas, das quais uma média de 3,5 mil estão aqui no Brasil.
Essas espécies são divididas em tipos mais comuns e o mais conhecido é o Phalaenopsis , que quase todos tiveram em casa ou pelo menos já viram!
Além do Phalaenopsis , há também  Dendrobium , Oncidium , Vanda , Cattleya e Denphal . Cada uma dessas orquídeas adapta-se melhor a um espaço e requer cuidados diferentes.
Orquídeas para jardim ou quintal
A orquídea Oncidium se encaixa bem tanto no interior como no jardim. Eles são ótimos para aqueles que querem a fachada da sua casa decorada com flores - ou próprio jardim. Eles são fáceis de crescer e cuidar.
Vanda tem raízes aéreas, por isso é interessante que elas sejam plantadas no jardim ou no quintal. Eles adoram ambientes leves e arejados, o que reforça a idéia de mantê-los fora de casa.
Já a Cattleya compete com Phalaenopsis pela atenção dos brasileiros, sendo um dos mais tipos de orquídeas mais procurados. Eles são fáceis de crescer, se adaptar bem a qualquer ambiente e podem ser mantidos no jardim ou em vasos no interior de apartamento.

Orquídeas em casa ou apartamento

A orquídea Phalaenopsis, gosta de sombra e calor, o que significa que eles se adaptarão melhor se eles estiverem dentro de casa ou no apartamento, longe do sol, mas em um lugar mais quente para eles.
O Dendrobium, precisa de irrigação constante, também se adaptarão melhor aos vasos e ao cultivo na casa. Eles são fáceis de cuidar, e você pode usá-lo na decoração da cozinha do seu apartamento.
A Dentférios é derivada de uma espécie de orquídeas Dendrobium, o que significa que ele possui características semelhantes e também sobrevivem melhor dentro de casa, cultivadas em potes.

Tipos de potes para crescer orquídeas

As orquídeas cultivadas dentro da casa ou apartamento não requerem vasos especiais. Eles se encaixam bem em qualquer tipo de vaso, seja ele de plástico ou cerâmica.
Ainda assim, ao escolher um vaso para sua orquídea, é interessante levar em conta as espécies escolhidas, o clima da região em que você mora, os substratos que você quer usar e também o tempo que você terá que dedicar ao cuidado da planta.
Os vasos de plástico retém mais umidade, então, se você mora em uma região mais úmida e escolha uma espécie de orquídea que não precisa de muita água, opte por vasos cerâmicos.

Fertilizantes e substratos para orquídeas

O solo não é o substrato mais recomendado para o cultivo de orquídeas, uma vez que suas raízes geralmente precisam de mais espaço e podem até ser aéreas. Assim, o mais recomendado é usar casca de pinus, xaxins, perlite e até mesmo uma mistura de vários substratos.
A mistura é recomendada quando você tem dúvidas sobre o substrato que funcionaria melhor e Phalaenopsis e com o Cattleya . Além de poder fazer sua própria mistura de substratos, também há a opção de comprar pronto para plantar suas orquídeas.
Em relação ao fertilizante ideal para orquídeas, é melhor usar NPK 20-20-20, que pode ser usado uma vez por semana e deve ser colocado tanto nas folhas quanto no substrato da planta.

Como cuidar de orquídeas: 5 dicas que você não deve ignorar

1. Brilho
Alguns tipos de orquídeas gostam de bastante luz, outros preferem ambientes com menos sol. Preste sempre atenção ao que sua orquídea se adapta melhor.
Aqueles que têm plantas dentro de casa podem deixá-los perto das janelas - caso gostem de luz o suficiente - ou em um lugar que não recebe tanto sol.

2. Temperatura

A temperatura da região em que você mora - e também o espaço escolhido para manter as orquídeas, indicará o melhor pote e substrato que você deve usar e também como a rega da flor irá funcionar.
O ideal é que, em regiões com temperaturas mais elevadas, você escolha vasos que retém a umidade por mais tempo e faça rega mais freqüência. Já em regiões frias e úmidas, aposte em vasos de cerâmica e rege com menos freqüência, muitas vezes simplesmente pulverizando água na planta.

3. Regas

A irrigação de orquídeas dependerá do tipo e das espécies escolhidas e também da região em que você mora. Se você escolher orquídeas que exigem mais rega, certifique-se de ter tempo para cuidar das plantas.
Uma dica para descobrir se a flor precisa ser regada é verificar como o substrato é. Idealmente, deve ser um pouco úmido - no caso de orquídeas que não precisam de muita água.
Não se esqueça também de que o melhor momento para regar é sempre ao amanhecer ou no final da tarde, quando o calor eo sol são mais fracos.

4. Circulação de ar

Orquídeas gostam ambientes bem ventilados, por isso é interessante deixá-los ao lado das janelas, quando você escolhe cultivá-los em sua casa ou apartamento.
Um lugar muito abafado pode dificultar o crescimento da planta e até contribuir para que ela se torne mais fraca e desenvolva algum tipo de praga.

5. Cuidado com as pragas

As plantas que são cultivadas no jardim são mais propensas a sofrer ataques de pragas. Ainda assim, isso também pode acontecer no caso de orquídeas cultivadas em vasos.
É necessário prestar atenção à presença de qualquer ameaça, como lesmas, caracóis e algumas espécies de formigas, que se alimentam das folhas da planta. Além disso, a praga mais comum das orquídeas é o pulgão.
Os inseticidas podem ajudar a resolver a maioria das pragas.
Agora você sabe como cultivar e cuidar de orquídeas. Comece seu jardim de orquídeas hoje!

                        Um beijo, até o próximo post!

Um comentário:

  1. Olá
    Eu gosto muito do colorido e das variedades de orquídea que existem, mas nunca me atrevi a cultivar.
    As suas dicas são bem completas e acredito que a partir de agora vou conseguir
    plantar algumas aqui em casa.
    Grande abraço e uma boa semana.
    http://www.maisqueumavviajante.com.br

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.
 
Pin It button on image hover